# Você está no núcleo Curitiba

Parabéns, professor Maury!

Em 1º de maio de 1940 nascia um dos grandes precursores da Doutrina Espírita no País: o fundador e presidente da SBEE, Maury Rodrigues da Cruz, que completa hoje 80 anos de idade

O fundador e presidente da SBEE, Maury Rodrigues da Cruz, completa hoje, dia 1º de maio de 2020, 80 anos de idade.

O médium nasceu em Castro (PR), em 1º de maio de 1940. De família católica, a comunicação que tinha com os desencarnados desde os dois anos de idade já surpreendia. Com quatro anos se muda para a capital do Estado, Curitiba, onde iniciou seu grande trabalho doutrinário como médium espírita. O tio, Clovis Chagas de Azambuja, foi quem o compreendeu e o ajudou com sua missão no início de sua vida. O médico Luis Parigot de Souza, que atendia Maury, também o auxiliou.

Em sua sala, na sede da SBEE, em Curitiba, onde realiza os atendimentos por meio do espírito Leocádio José Correia (Foto: Oton Kosiski).

A INFÂNCIA E O INÍCIO DE UM TRABALHO MEDIÚNICO EXCEPCIONAL

Aos cinco anos de idade, um homem muito bom se aproximava de Maury para conversar. O menino não entendia que se tratava de um espírito desencarnado; até que cerca de três anos mais tarde ele se identificava: era Leocádio José Correia, médico que viveu em Paranaguá, no litoral do Paraná, há dois séculos (1848-1886). Era o início de uma relação mediúnica muito forte, que fez e faz a diferença em toda a sociedade até hoje.

De excepcional inteligência e determinação, Maury começa a dar aulas nos arredores de Curitiba com 13 anos de idade. Com frequência era procurado para “curas”, já que a notícia de sua mediunidade se espalhava. Criou um núcleo espírita, ainda muito jovem, e passou a dar orientações a quem o procurava. Não demorou muito para o núcleo crescer e Maury ver a necessidade de expandir fisicamente e intelectualmente o local.

Assim, com 11 anos de idade (em 1951) o médium deu início aos trabalhos no agrupamento Afonso Pena e, em 1953 é estruturado como o Centro Experimental de Estudos Espíritas Afonso Pena, hoje a grande obra: Sociedade Brasileira de Estudos Espírita (SBEE). Com 25 anos, já estava à frente do que passou a se chamar, em 1965, de SBEE.

AGREGANDO CONHECIMENTO E AJUDANDO QUEM PRECISA

Muito jovem, o já renomado professor se formou em Direito e Ciências Sociais. Museólogo, foi diretor do Museu Paranaense de 1987 a 1994. Dentro da obra SBEE, deu início à Faculdade Dr. Leocádio José Correia – onde leciona até hoje – e ao Lar Escola de mesmo nome. Logo, o médium tornou-se um grande homem público, atendendo milhares de pessoas todos os anos na SBEE, além dos alunos da Falec e das crianças e suas famílias do Lar Escola.

A OBRA SBEE

O professor Maury em uma de suas palestras na sede da SBEE (Foto: Oton Kosiski).

Além de estar à frente das atividades na SBEE, Falec e Lar Escola, o professor Maury tem mais de 40 livros publicados, sendo muitos dele e outros tantos psicografados por meio dele (dos espíritos Antonio Grimm, Leocádio José Correia, Marina Fidelis, F. Alexander e Clovis Junqueira D´Ansão) – alguns dos espíritos orientadores da SBEE. O último livro de autoria de Maury, publicado em 2018, é “O Médium como Sujeito Transdimensional”. A SBEE também é responsável pelas publicações da revista “SER Espírita”, além do “Documentos”.

Extensa, a obra de Maury é significativa para toda sociedade brasileira. O trabalho do médium se traduz na cultura, na memória e na importância social do Espiritismo no Brasil. A SBEE atua em todo o País, com 26 núcleos filiados, atendendo o público em grande parte de suas necessidades, com palestras, orientações filosóficas, grupos de estudos espíritas e frentes de trabalho das mais diversas.

Vinculado à SBEE, o Museu Nacional do Espiritismo (Munespi) foi inaugurado em 1965 e remodelado em 2013. Tem hoje acervo de 30 mil peças, exposições fixas e móveis, que mantêm vivas a história e cultura da Doutrina Espírita no País.

A Livraria Antonio Grimm funciona dentro da sede da SBEE, em Curitiba (PR), e estimula a leitura e o conhecimento de quem frequenta o local. O Núcleo de Ensino e Pesquisa e o Centro de Convivência Catarina Boaventura também compõem outros núcleos de conhecimento na entidade e ficam localizados na sede: o primeiro, integrando toda a pesquisa científica do local, ancorado pelas aulas de Antonio Grimm; e o segundo, com atendimento à sociedade com atividades das mais variadas, além de ser também utilizado pelos grupos de estudos espíritas e outros eventos da casa.

O Câmpus de Assistência Social, também em Curitiba, igualmente tem grande relevância no atendimento às pessoas mais necessitadas. Entre os locais que estão vinculados à SBEE há ainda o Espaço de Integração Marina Fidelis (a chácara da SBEE), localizada em Bocaiúva do Sul, na região metropolitana de Curitiba, e o Teatro Enio Carvalho (TEC), em Curitiba, que promovem a integração com a natureza e o bem-estar, além de estímulo às atividades culturais e de entretenimento saudáveis. A SBEE conta também com uma creche na Ilha dos Valadares, em Paranaguá (litoral do Paraná).

O professor Maury tem sua vida e obra dedicada ao Espiritismo, ancorado por um dos espíritos orientadores da SBEE, Leocádio José Correia (Foto: Oton Kosiski).

Imagens do infográfico: Museu Nacional do Espiritismo (Munespi) e Arquivo SBEE